[Infográfico interativo] O serviço público é mais produtivos do que a iniciativa privada

fenajufe O servico publico - [Infográfico interativo] O serviço público é mais produtivos do que a iniciativa privada

[Infográfico interativo] O serviço público é mais produtivos do que a iniciativa privada

Para enganar a população, o Governo Federal diz que precisa implementar a Reforma Administrativa – Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/2020 para tornar o funcionalismo brasileiro produtivo.

Neste artigo, vamos mostrar que isso não passa de uma terrível mentira, já que, comprovadamente, nossa máquina pública é mais produtiva que a iniciativa privada (para quem os serviços públicos serão entregues se a PEC 32/2020 passar).

 

Produtividade

Primeiramente, devemos lembrar que o setor público existe para desenvolver o país e garantir uma vida mais digna à população. Já a iniciativa privada trabalha basicamente pelo lucro.

Dessa forma, não se mede a produtividade de ambos pelos mesmos padrões. Tampouco os servidores e os trabalhadores da iniciativa privada sob os mesmos critérios.

 

Não há mamata

Em geral, o funcionário público trabalha de 20 a 40 horas semanais (dependendo do regime de trabalho), e tem um salário ajustado à sua jornada.

Porém, geralmente enfrenta muito mais adversidades que a média dos trabalhadores da iniciativa privada: atua sem estrutura adequada, em ambientes de trabalho precários, com sobrecarga de tarefas e baixo investimento em capacitação, dentre outros fatores.

Pior: quando enfrenta problemas, a demora para solução é muito maior. O mesmo acontece com os reajustes e reposições inflacionárias. Na iniciativa privada, os trabalhadores têm mais mecanismos para negociação. No público, há categorias que estão há oito anos sem reposição salarial.

 

Falta de pessoal

Atuar com menos servidores que o necessário também interfere no atendimento à população.

Para você ter uma ideia, em 1991, eram 600 mil servidores federais para atender uma população de 151 milhões de pessoas (392 a cada 100 mil habitantes).

Em 2018, eram 620 mil servidores federais para atender 209 milhões de brasileiros (296 a cada 100 mil).

Ou seja, as funções estão sendo acumuladas, com aumento da carga de trabalho, mesmo com os seguidos congelamentos salariais.

 

Setor público é 46,6% mais produtivo que o setor privado

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) avaliou a evolução da produtividade entre os setores público e privado.

Confira os resultados:

 

 

O serviço público é mais produtivos do que a iniciativa privada

  1. Após mais de uma década de estudo, foi constatado que o serviço público é 46,6% mais produtivo que a iniciativa privada, e em todos os anos de avaliação a produtividade pública esteve, no mínimo, 35% acima da produtividade privada.

 

  1. Entre 1995 e 2006 (período estudado pelo IPEA), a produtividade na gestão pública cresceu 14,7%. Já no setor privado o crescimento foi de 13,5%.

 

  1. O estudo também mostrou que os estados que aplicaram a lógica privada na administração pública apresentaram piores índices de produtividade.

 

  1. Em 2020, a chegada do novo Coronavírus também mostrou o quanto o servidor brasileiro é produtivo em relação à abrangência de seu trabalho.

 

  1. O Governo Federal identificou que as carreiras que adotaram o teletrabalho (regime remoto), para manter o isolamento social, aumentaram a produtividade e reduziram as despesas (diárias e passagens, por exemplo).

Tratam-se de 360 mil servidores, ou seja, 63% da Administração Pública Federal.

 

  1. No Poder Judiciário, 366.278 videoconferências (audiências e sessões de julgamentos, em sua maioria) foram realizadas entre abril e agosto de 2020, por meio da Plataforma Emergencial de Videoconferência para Atos Processuais – dado do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

  1. Da mesma forma, os servidores da Saúde pública têm tido papel crucial no enfrentamento da pandemia, no Sistema Único de Saúde (SUS): perto de 90% dos casos estão sendo atendido pelas redes públicas.

 

  1. Assim como os professores, que se adaptaram para oferecer aulas online, os pesquisadores seguem reforçando a produção científica do país. As universidades públicas vêm realizando mais de 1.400 pesquisas relacionadas à pandemia.

 

  1. Enquanto isso, milhões de outros servidores arriscam suas vidas e intensificam suas rotinas, para o país não parar – como trabalhadores da limpeza pública, que evitam o caos sanitário nas ruas; policiais e guardas municipais, que mantém a segurança da sociedade; e muitos outros – dentro e fora de casa.

 

  1. A alta produtividade dos servidores públicos mostra o quanto são fundamentais para o Brasil vencer as crises.

 

 

Como você pode ver, a mentira de que a iniciativa privada é mais produtiva que o setor público é tão nociva quanto as intensões do Governo Federal.

A Reforma Administrativa (PEC 32/2020) não vai melhorar o Estado, porque pretende justamente entregar para a iniciativa privada o que hoje é feito com mais eficiência pelo poder público. Tudo isso para que empresários lucrem sobre as necessidades da população.

O projeto foi criado para destruir carreiras e desmontar todo o sistema de proteção social que reduz as desigualdades sociais e garante uma vida mais digna à população.

Mais do que rejeitar isso, devemos nos manter em unidade para termos condições de barrar a PEC 32/2020.

Esse é o foco da Fenajufe. Siga firme conosco: porque nossa forma é do tamanho da nossa união!

 

Compartilhe no Facebook e Instagram